sexta-feira, 8 de julho de 2011

24 hour party people (2002)

O real Tony Wilson no programa So It Goes, em 1976.

24 Hour Party People (br: A Festa Nunca Termina) é um filme inglês de 2002 realizado por Michael Winterbottom. Para além da boa onda que perpassa todo o filme, vale a pena vê-lo porque é uma viagem pedagógica que acompanha a cena musical de Manchester do final dos anos 70 até o início dos 90.
Escrevo este "post" poucos dias depois de o ver pela terceira vez.

A sinopse do DVD diz o seguinte:
"Esta é uma história emocionante e engraçada sobre a ascensão e queda da Factory Records de Manchester, a etiqueta discográfica de Joy Division, New Order, Happy Mondays e o nascimento de um dos mais famosos clubes nocturnos do mundo: o Haçienda.
Tudo começa a 4 de Junho de 1976, no Lesser Free Trade Hall em Manchester, quando os fundadores deste bar se conhecem num enérgico concerto dos Sex Pistols. Motivados por esse momento, Tony Wilson (Steve Coogan) e o seu amigo Alan Erasmus (Lennie James) imaginam um projecto que iria mudar a indústria da música popular nas 2 décadas seguintes e colocar a cidade de Manchester no mapa.
Inauguram o seu próprio clube em Manchester - o Russel Club - onde fazem espectáculos com as suas bandas locais favoritas. Ali conhecem Rob Gretton (Paddy Considine) que se dá muito bem com Tony Wilson. Juntos formam a Factory Records. Contudo, a festa não dura sempre.
Uma história de música, sexo, drogas e de personagens grandiosos, 24 HOUR PARTY PEOPLE mostra-nos um homem que dá liberdade aos seus artistas, só que em troca é a sua ruína. O filme conta de uma forma gráfica a herança musical e dançante de Manchester desde o final dos anos de 70 até início da década de 90. 24 HOUR PARTY documenta o frémito que tornou Mad-chester no local onde todos mais gostariam de estar."

Trailer:
video

Sem comentários:

Enviar um comentário